Indicadores LEAD E LAG: 7 Passos para Elevar a Gestão da sua Equipe com eles

Aprenda a dominar o uso dos Indicadores Lead e Lag na gestão, aumentando a produtividade e orientando sua equipe para o sucesso. Transforme-se em um líder de alto desempenho!
trabalhando com indicadores lead e lag
Compartilhe com os amigos

O Labirinto da Gestão

Como mentor de líderes em diversas indústrias, noto que muitos se sentem navegando no escuro quando se trata de avaliar o desempenho de suas equipes. Você se identifica? Se sim, saiba que não está sozinho. Medir e entender o desempenho da equipe é um desafio comum em gestão.

Agora, imagine se pudéssemos iluminar esse caminho? É aí que entram os Indicadores Lead e Lag. Essas poderosas ferramentas podem ser o farol que guia para uma gestão eficiente. Neste artigo, vou orientá-lo passo a passo na aplicação desses indicadores em sua gestão.

Está pronto para essa jornada de transformação na gestão?

O desafio

Passo 1 – Conheça as Consequências de Indicadores Ignorados

Indicadores são nossos sinais de trânsito, mostrando o caminho a seguir. Sem eles, estamos basicamente dirigindo às cegas, o que pode nos levar a destinos indesejados. Como exemplo, pense numa equipe de vendas sem indicadores bem definidos. Os vendedores estão sempre ocupados, mas as vendas permanecem estagnadas. Por quê?

A ausência de indicadores dificulta a gestão de identificar entraves ou oportunidades de melhoria.

Riscos de não monitorar e analisar indicadores de desempenho

A negligência dos indicadores de desempenho pode resultar em:

  • Produtividade aquém do potencial: Se não temos clareza sobre o que está funcionando, como podemos melhorar?
  • Desalinhamento da equipe: Sem um objetivo comum, a equipe pode puxar em direções diferentes.
  • Decisões mal fundamentadas: Como podemos tomar decisões informadas sem dados?

A negligência aos indicadores Lead e Lag: uma ameaça à tomada de decisões

Ignorar os indicadores Lead e Lag é semelhante a andar numa corda bamba sem rede de segurança. Pode acarretar em:

  • Incerteza sobre o futuro da equipe: Sem indicadores Lead, não temos previsões para orientar nosso planejamento.
  • Falta de clareza nos objetivos: Sem indicadores Lag, não conseguimos medir o sucesso.
  • Dificuldade em estabelecer metas claras e atingíveis: Sem ambos, não podemos estabelecer metas realistas e monitorar nosso progresso.

Como Peter Drucker, o guru da gestão, disse: “O que não pode ser medido, não pode ser gerenciado”. Então, vamos aprender a dominar esses indicadores para gerenciar nossas equipes com eficácia!

Decifrando os indicadores

indicadores lead e lag 1
Indicadores LEAD E LAG: 7 Passos para Elevar a Gestão da sua Equipe com eles 2

Passo 2 – Entenda o Que São os Indicadores Lead e Lag?

Antes de mergulharmos no mundo dos indicadores Lead e Lag, é fundamental entender o que realmente significa um indicador de desempenho. Indicadores de desempenho, ou KPIs (Key Performance Indicators), são métricas quantificáveis que refletem a eficiência de uma organização em alcançar seus principais objetivos de negócios. Os indicadores Lead e Lag são subcategorias desses KPIs, cada uma com uma finalidade específica e complementar.

Indicadores Lead são métricas proativas e preditivas, semelhantes a previsões meteorológicas. Eles sinalizam possíveis mudanças futuras, permitindo uma preparação e ajustes para maximizar o desempenho. Em um cenário de vendas, um indicador Lead poderia ser o número de chamadas de vendas realizadas ou o número de reuniões agendadas. Esses indicadores, como o número de leads qualificados, a taxa de conversão de leads, o tempo médio de conversão de leads, a taxa de cliques em anúncios e a taxa de rejeição de leads, são instrumentos para avaliar futuras conversões de vendas.

Já os Indicadores Lag são reativos e reflexivos, podendo ser medidos apenas após um evento ou resultado. São como um espelho retrovisor, permitindo analisar o desempenho passado. No contexto de vendas, um indicador Lag pode ser o total de vendas concluídas ou contratos firmados – indicadores que demonstram o resultado de esforços e estratégias implementadas anteriormente.

Os indicadores Lead e Lag não são mutualmente exclusivos, mas complementares. Juntos, proporcionam uma visão abrangente do desempenho da equipe, do passado ao futuro, permitindo avaliações mais esclarecidas e aprimoradas da estratégia de negócios.

Solução

Passo 3 – Domine os dois conjuntos de Indicadores: Lead e Lag

Entender a teoria por trás dos indicadores Lead e Lag é o primeiro passo, mas para realmente dominá-los, é crucial saber como aplicá-los na prática. Com esses indicadores, podemos obter insights valiosos sobre o desempenho passado e antecipar tendências futuras, permitindo a tomada de decisões informadas e proativas.

Vamos ilustrar essa ideia com um exemplo. Suponha que eu, como seu mentor, esteja orientando o gerente de vendas de uma imobiliária, chamado Carlos. Os indicadores Lead de Carlos podem incluir métricas como o número de ligações feitas para potenciais compradores e o número de visitas agendadas a propriedades. Por outro lado, os indicadores Lag poderiam ser o número total de contratos assinados ou o valor total das vendas realizadas.

Durante nossas sessões de mentoria, analisaríamos esses indicadores para entender a eficiência das ligações e visitas agendadas na conversão de potenciais compradores em vendas concluídas. Isso permitiria a Carlos ajustar suas estratégias de acordo com os insights derivados dessa análise.

Aqui está um exemplo de como esses indicadores podem ser apresentados ao longo de um período de 5 dias:

DiaNúmero de Ligações (Lead)Visitas Agendadas (Lead)Contratos Assinados (Lag)Valor Total de Vendas (Lag)
130152$250,000
240203$400,000
335182$350,000
445223$450,000
550254$600,000

Com essa tabela, podemos observar a relação direta entre os indicadores Lead e Lag e a eficácia das estratégias de vendas.

Passo 4 – Conheça as Melhores Práticas para Definir e Acompanhar os Indicadores Lead e Lag

Para aperfeiçoar o uso dos indicadores Lead e Lag, particularmente em um ambiente volátil como o setor imobiliário, é necessário adotar algumas práticas recomendadas:

  • Pesquisa de Métricas Relevantes: Este é o primeiro e mais crucial passo. Precisamos identificar as métricas que estão mais alinhadas aos nossos objetivos de negócio. Em nosso exemplo imobiliário, consideramos métricas como o número de chamadas, visitas agendadas, contratos assinados e o valor total de vendas.
  • Monitoramento Contínuo: Os indicadores Lead e Lag não são ferramentas estáticas. Eles exigem monitoramento regular para identificar tendências emergentes ou mudanças significativas que requerem nossa atenção.
  • Revisão e Ajuste Periódico dos Indicadores: À medida que nossas equipes e estratégias se adaptam e evoluem, nossos indicadores precisam fazer o mesmo. Uma métrica que era relevante seis meses atrás pode não ser mais agora.

Passo 5 – Construa um Sistema Eficiente para Monitorar e Analisar Esses Indicadores Regularmente

Depois de identificar e estabelecer os indicadores, precisamos estabelecer um sistema sólido para monitorar e analisar essas métricas com regularidade. Aqui estão alguns passos para essa implementação:

  • Criação de um Processo de Análise: Determinar como e quando os indicadores serão analisados é vital. No caso da imobiliária, talvez seja sensato analisar diariamente os indicadores Lead, como número de chamadas e visitas agendadas, e semanal ou mensalmente os indicadores Lag, como contratos assinados e o valor total das vendas.
  • Utilização de Ferramentas de Rastreamento: Instrumentos como painéis de controle podem ser bastante úteis para visualizar os indicadores. Existem muitos softwares e plataformas disponíveis que podem auxiliar nesse processo, tornando a visualização dos dados mais fácil e intuitiva.
  • Criação de um Sistema de Feedback: A análise dos indicadores não deve ser uma tarefa isolada. É crucial que os resultados e percepções gerados a partir dessa análise sejam compartilhados com toda a equipe. Esse feedback permitirá que todos aprendam, se adaptem e aperfeiçoem suas atividades e processos de trabalho.

Aplicação Prática

Passo 6- Implementando Indicadores Lead e Lag em Sua Gestão

Agora é a hora de colocar a mão na massa e aplicar esses conceitos à nossa gestão! Parece complexo? Não se preocupe, nós vamos descomplicar isso para você, utilizando nosso exemplo de uma imobiliária.

Primeiramente, precisamos identificar quais indicadores Lead e Lag são fundamentais para o nosso negócio. Por exemplo, no contexto da nossa imobiliária, indicadores Lead podem ser a quantidade de contatos feitos com possíveis clientes ou o número de visitas agendadas a imóveis, enquanto indicadores Lag podem ser a quantidade de contratos fechados ou o valor total em vendas realizadas.

Em seguida, precisamos definir um processo claro e consistente para monitorar e analisar esses indicadores regularmente. Precisamos decidir quando e como essa análise será feita, além de designar quem será responsável por essa tarefa.

Depois que esses indicadores estiverem estabelecidos, é hora de comunicá-los à equipe. Todos precisam entender o que são esses indicadores, por que são importantes, e como serão utilizados para melhorar nosso desempenho.

Finalmente, devemos manter esses indicadores atualizados e estar prontos para ajustá-los conforme necessário. Lembre-se, à medida que nosso negócio evolui, nossos indicadores também precisam evoluir.

Passo 7- Criando um Processo de Comunicação Eficiente para Compartilhar Resultados e Objetivos Relacionados aos Indicadores

A comunicação é um pilar essencial neste processo. É fundamental que todos os membros da equipe entendam o que os indicadores representam e o impacto que eles têm na performance geral da equipe.

Podemos começar desenvolvendo um sistema de feedback. Por exemplo, podemos estabelecer reuniões regulares para discutir os indicadores e o que eles revelam sobre a performance da equipe.

Fomentar a transparência é outra etapa fundamental. Compartilhe os resultados dos indicadores com todos os membros da equipe. Dessa forma, eles poderão enxergar o panorama completo e entender como suas atividades individuais contribuem para o sucesso coletivo.

E, por último, comemore as vitórias! Quando os indicadores mostrarem um desempenho positivo, celebre com a equipe. Isso não apenas aumenta o moral, mas também reforça a importância dos indicadores.

Claro, vamos alterar a citação!

Nas palavras do famoso físico e gerente de qualidade W. Edwards Deming, “Não se pode gerenciar o que não se pode medir”. Ao implementar indicadores Lead e Lag na sua gestão, você estará pavimentando o caminho para uma gestão mais eficaz e informada.

Se precisar de uma ajuda mais detalhada e profissional para implementar esses indicadores no seu Negócio, visite minha página de mentoria.

Compartilhe com os amigos
Adriano Couto

Adriano Couto

Especialista em gestão e liderança com 22+ anos de experiência. Mentor e consultor de líderes renomados, tem o propósito de Inspirar uma vida plena e de resultados. Já treinou 41K+ alunos globalmente.

Posts

Inscreva-se em nosso Blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email.
Conecte-se ao Futuro da Liderança